Geovane Santos e Joana Martins | Agência Sertão

O II seminário da consciência negra da Universidade do Estado da Bahia – UNEB/DEDC (Departamento de Educação), Campus XII, iniciou suas programações, nesta terça-feira (20), em Guanambi. Este ano o tema é – Diversidade Étnico-racial, História e Educação: Reflexões Acerca do Racismo e Discriminação.

O evento está sendo realizado pelo Grupo de Estudos, Educação e Relações Étnico-Raciais: saberes e práticas das populações afro-brasileiras e quilombolas do Território de Identidade do Sertão Produtivo. O objetivo, segundo a organização, é discutir e refletir acerca da diversidade étnico-racial, destacando as contribuições dos povos afro-brasileiros e quilombolas para a sociedade.

A professora, Dinalva Macêdo coordenadora do evento e do grupo de estudos fala da importância do evento para sensibilização das instituições para uma educação mais democrática.

“Esse evento está superando as expectativas, nós buscamos discutir a questão do racismo, do preconceito e discriminação, a importância do dia 20 de novembro para o fortalecimento da identidade étnico-racial afro-brasileiras. Nós buscamos estabelecer essa relação com as comunidades Quilombolas e buscamos fazer com que a universidade deixe de ser uma universidade fechada e eurocêntrica, uma universidade que possa ser plural e acreditamos que é preciso a universidade assumir uma educação mais libertadora, democrática e acima de tudo inclusiva e humanizada”, pontua.

A professora, Marisela Pi Rocha uma das organizadoras do evento fala sobre o respeito pelas diferenças. “Nós precisamos entender a importância e refletir em relação ao respeito que temos que ter com o outro, independente das suas possibilidades ou como ele se apresente. Não importa a questão da cor, não importa o cabelo, não importa a questão física ou da sua religião, mas sim a questão de como ele se apresenta como ser humano e responsável pela nossa sociedade”, explica.

Maristela fala ainda da formação dos estudantes na universidade. “Precisamos entender a formação dos estudantes na universidade, porque eles precisam sair daqui entendendo a questão do preconceito e do racismo, que é uma questão que está atrapalhando o desenvolvimento desse cidadão. Ninguém pode dizer eu sou totalmente branco, eu sou totalmente amarelo ou eu sou totalmente preto. Nós somos uma mistura de raças e precisamos entender isso e respeitar o outro, essa heterogeneidade que é a nossa sociedade”, acredita.

A programação se estende até o próximo sábado (24), na UNEB Campus XII, localizada na Avenida Universitária Vanessa Cardoso, s/n – Ipanema. Os interessados podem fazer as inscrições no site www.campusxii.uneb.br. Mais informações pode entrar em contato pelo número (77) 3451-1535.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here